Essa tal ansiedade: como viver o presente?

O homem equilibrado é sempre abastecido de saúde física, psíquica e espiritual. Se em algum momento o indivíduo se desarmoniza é porque algum destes pilares sofreu algum dano, apresentando desequilíbrio diante dos conflitos do dia a dia, podendo provocar uma ação em cadeia, um psíquico desajustado que afeta o aspecto espiritual que afeta o físico, não necessariamente nesta mesma ordem.

Acontece que sempre apresentamos sinais de quando algo não anda bem e precisamos nos atentar a estes pedidos de socorro. Hoje, quero falar de um deles, a Ansiedade, que acomete a maior parte da população.

Ela é um sinal de uma desarmonia. Ansiedade é medo, é ausência do estado presente, quando estamos ansiosos ou nos deslocamos para o momento futuro, na expectativa de que algo aconteça ou nos deslocamos para o passado e ficamos lembrando de um acontecimento seja ele bom ou ruim. Se bom, na espera que aconteça novamente e se for ruim, no medo de que se repita.

Acontece que, se vivemos pensando no futuro ou lembrando do passado, onde ficaria o nosso presente?

Quando estamos ansiosos, não estamos atentos ao que acontece no dia a dia, pois a nossa mente está presa em pensamentos, fazendo com que deixemos de perceber o que realmente ocorre a nossa volta. Quantas vezes nos esquecemos de algo por estarmos neste estado automatizado? Foge palavras, ficamos menos criativos, mal-humorados e tensos.

A ansiedade promove organicamente todos os mecanismos de fuga, como acontece quando sentimos um medo puramente. Sentir medo é importante, não é ruim e nem bom, é necessário para a proteção. Deixar uma criança de 5 anos sair sozinha na calada da noite nos amedronta, certo? Isso é normal, mesmo porque não seria sensato. O medo é importante e nos ajuda a tomar decisões. Mas sentir que está em estado de perigo a toda hora não é bom e é o que acontece na ansiedade, há liberação de adrenalina no organismo, aumenta a quantidade de glicose no sangue para que o corpo tenha mais energia, nossos batimentos cardíacos aceleram, a boca seca, a respiração acelera, sofremos tremores, afeta a digestão, sem contar nas dores musculares e mais uma série de sintomas.

Certamente não queremos que ocorra isso conosco. Ninguém quer ser ansioso, mas também não aprendemos desde cedo a lidar com essa situação. Somos diariamente estimulados a pensar mais, a fazer mais e correr mais. Mas será que o nosso corpo foi preparado para estar tensionado o tempo todo?

Pensando nisso, fiz um exercício que vai te ajudar a VIVER O PRESENTE e sentir-se mais relaxado. Na primeira semana já senti ótimos efeitos. Persista e tente não ser exigente no resultado. Pense que a evolução acontece a pequenos passos….

Extraí esses exercícios do livro de Eckhart Tolle, O poder do agora.

1º  Reserve um pequeno tempo para você

Faça esse ciclo, inspire e respire, solte seu corpo e quando o pensamento vier, seja como um fiscal, não o responda, anule-o (imagine olhando para o pensamento, ele não terá o que fazer se você não o corresponder).

Este é o princípio da meditação.

Esse exercício vai ajudar a combater a Ansiedade. Mas preste a atenção nos sinais do seu corpo, da sua parte psíquica e da parte espiritual, se estiver em desequilíbrio, não hesite em procurar ajuda, na religião, nas atividades físicas e na terapia, aprecio muito a Psicanálise, pois ela irá tratar a origem deste comportamento.

Espero que tenham gostado, deixem um comentário…..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s